Museu do Pico
Visita Virtual
Polo dos Baleeiros
Visita Virtual
Polo da Indústria Baleeira
Visita Virtual
Polo do Vinho

Dezembro 2018

DOMSEGTERQUAQUISEXSÁB
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Duo de Bandolim e Guitarra - Norberto Cruz e Luciano Lombardi

Sinopse:

Este concerto apresentou um programa que passou por várias épocas e compositores, numa proposta que deu a conhecer ao público as várias sonoridades que o bandolim e a guitarra clássica proporcionam, desde música original a adaptações. O duo Norberto Cruz e Luciano Lombardi trouxe, através destes instrumentos, o virtuosismo, o rigor de estilo e a poética musical, que levou o público por uma viagem inesquecível através do tempo.

Norberto Gonçalves da Cruz, de origem portuguesa, nasceu em Caracas (Venezuela), em 1979. Iniciou o estudo do bandolim em criança, com o avô Jorge Gonçalves, e, posteriormente, com o Prof. Virgílio Caldeira. Apresentou-se pela primeira vez aos 9 anos, para a RTP-Madeira, no programa “Sábado ao Vivo”. Também colaborou, aos 18 anos, na qualidade de solista, com a Orquestra Clássica da Madeira, sob a direção do maestro Roberto Alejandro Perez, tendo executado “O Verão” de A. Vivaldi e tendo o seu sucesso sido reconhecido por parte do público.

Expondo todo o potencial do bandolim como instrumento de maior nível, também colaborou com outras formações de câmara, com propostas de repertórios dos períodos barroco, clássico e romântico, bem como em projetos com nomes da world music madeirense, para os quais registou vários CDs, divulgados em televisão e rádio.

Em 1999, com 19 anos, considerado um dos mais promissores virtuosos portugueses do bandolim clássico, ganhou uma bolsa de estudos da RAM para estudar em Itália. Concertista conceituado no panorama do bandolim, apresentou-se como solista em toda a Itália e em vários países, como Áustria, Espanha, Bulgária, Estónia, Brasil e E.U.A., colaborando com várias orquestras e formações de câmara, de entre as quais se destacam “I Solisti Aquilani”, a Orquestra de Câmara “Benedetto Marcello”, a “Camerata Italica” e instituições sinfónicas, como a Orquestra Sinfónica de Sófia (Bulgária), a Roma Sinfonietta, a Sinfonica Abruzzese, a Orquestra Regional de Roma e Lazio, entre outras.

No seu percurso em Itália, colaborou regularmente com importantes instituições sinfónicas, como o Teatro Alla Scala, o Teatro La Fenice de Veneza e o Teatro Massimo de Palermo, onde esteve sob a direção de grandes maestros, como Riccardo Muti e Mstislav Rostropovich. Como solista, colaborou com diferentes compositores italianos, tanto em exibições, como em gravações de música para filmes, da autoria de Luciano Bellini (Leggende del Mediterraneo), Carlo Crivelli (La doppia Luna di Shakespeare, Salvo D’Acquisto), Nicola Piovani e a Roma Sinfonietta de Ennio Morricone, entre outros, e participou em vários programas televisivos e radiofónicos como, por exemplo, RAIUNO, Sat 2000, Radio Vaticana.

Fundou, juntamente com Emanuele Buzi e Valdimiro Buzi, o “Quintetto a plettro Giuseppe Anedda”. Hoje, o Quinteto no seu formato é um dos mais reconhecidos no panorama bandolinístico mundial e apresentou-se na “Cappella Paolina” do Quirinal, Palácio da República Italiana, em Roma. O concerto foi transmitido em direto radiofónico pela Radio3 e foi reposto muitas vezes pela Filodifussione Rai. Terminou a licenciatura de bandolim em 2006, com nota máxima e menção honrosa, no conservatório Alfredo Casella de l’Aquila, onde estudou com uma das mais importantes bandolinistas do mundo, Dorina Frati.

Desde 2008, é diretor artístico e maestro da Associação de Bandolins da Madeira (ABM), através da qual, promoveu, sob a sua direção, três estágios de orquestra de palheta, englobando mais de 70 músicos, tendo dirigido como maestro, em 2008, 2009 e 2010, três concertos com um repertório original para bandolim, transcrições de compositores barrocos, clássicos e modernos, e novas composições para estes instrumentos, com grande sucesso do ponto de vista didático-musical, mas especialmente artístico.

Em 2009, através da Direção Regional da Cultura dos Açores e Almasud, apresentou, como compositor e autor, a obra épica NGC-Novo Mundo, comissionada para o Festival Raízes do Atlântico. Em 2015 fez parte do júri da comissão do concurso “Abbado” em Itália, a convite do ministério da educação italiano, na categoria de bandolim e guitarra, juntamente com Adriano Del Sal e Oscar Ghilia. Atualmente, é docente de bandolim no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira e Presidente da Associação de Bandolins da Madeira.

Luciano Lombardi nasceu em Piombino, Itália, em 1963. Foi discípulo do célebre Alirio Diaz, que o definiu como “artista y virtuoso”. Obteve o título do mais alto grau académico em guitarra pelo Conservatório de Santa Cecília de Roma e, paralelamente, obteve o grau de Doutor em Ciências Estatísticas e Económicas pela Universidade de Siena. Aperfeiçoou-se em Música para Filme com Ennio Morricone na “Accademia Chigiana” de Siena. É professor do Conservatório – Escola das Artes da Madeira. Recebeu o Prémio de Carreira “Dalla Via del Grano alle Vie del Mondo” de Eboli, pela sua atividade concertística e didática internacional.

Categoria
Data Inicial
2018-10-03
Hora Inicial
21:00
Voltar atrás

Optimizado para as últimas versões dos browsers:
Microsoft Edge, Google Chrome, Safari, Opera e Firefox

Desenvolvido pela Salworks