Museu do Pico
Visita Virtual
Polo dos Baleeiros
Visita Virtual
Polo da Indústria Baleeira
Visita Virtual
Polo do Vinho

Documentário "Os Livros que Ficaram por Ler", de Pedro da Silveira

No âmbito das celebrações do centenário do nascimento de Pedro da Silveira, a Direção Regional dos Assuntos Culturais, através do Museu do Pico, promove no próximo dia 5 de setembro (dia do nascimento de Pedro da Silveira), pelas 21h00, no auditório do Museu dos Baleeiros, a exibição do documentário "Os Livros que Ficaram por Ler" sobre a sua vida e obra.

Sinopse:
A verdadeira história de um intelectual tão exigente consigo como com os outros. Açoriano, sediado em Lisboa em plena revolução de 70, jornalista, crítico literário, investigador, tradutor, escritor e um importante poeta. Influente de jovens poetas e autores da literatura açoriana, deixou mistérios por descobrir: obras que destruiu e obras que não publicou.
Este documentário vem celebrar o centenário de Pedro da Silveira, em 2022, dando a conhecer a sua vida e obra.
Conhecido pelas suas investigações, traduções, prefácios, colaborações em muitas obras nacionais e pelo seu confronto de ideias com Natália Correia.
Foi um autodidata que fez parte da equipa de redação da Seara Nova durante 17 anos. Ao mesmo tempo que traduzia Dom Quixote de Cervantes e a coleção completa de Miguel Angel Astúrias, trabalhava para diversas revistas de especialidade como a VIDA, a LER, O VOLANTE e O MÉDICO, com Mário Cesariny.
Pedro da Silveira publicou a Antologia da Poesia Açoriana e lançou uma das maiores discussões que se estende até aos dias de hoje: existe ou não Literatura Açoriana?
Contra tudo e contra todos integrou a Comissão Instaladora da Biblioteca Nacional de Portugal acabando por ser nomeado Diretor de Serviços de Investigação e de Atividades Culturais. Foi chefe de Luísa Ducla Soares, Manuela Rego e amigo de João Luiz Madeira Lopes, Diretor da Seara Nova, e de João Soares que se disponibilizaram para contar a história dramática deste homem que durante toda a sua vida trabalhou, escreveu, editou e... destruiu.
Pedro da Silveira deixou por publicar dezenas de antologias sobre a literatura portuguesa, disponíveis para consulta no seu espólio, na Biblioteca Nacional de Portugal e que até hoje eram um mistério.

O documentário foi produzido pela produtora Comunicar Atitude. 

Categoria
Local
Auditório do Museu dos Baleeiros
Data Inicial
2022-09-05
Hora Inicial
21:00
Voltar atrás

Optimizado para as últimas versões dos browsers:
Microsoft Edge, Google Chrome, Safari, Opera e Firefox

Desenvolvido pela Salworks